• Capitolina Revista

Paulo Henriques Britto traduz Patricia Lavelle




Arapuca


I

Poema é pássaro

que pensa


II

Pensamento é pouso

em prosa

no meio do voo


III

Definir enfim:

fazer da palavra

arapuca


(onde

preso

o pássaro

sempre

escapa)



The Trap


I

A poem is a bird

that thinks


II

Thinking is alighting

on prose

in mid-flight



III

Defining:

making with words

a trap


(where

the bird

caught

always

escapes)



Especulação


Considero

siderada

o céu

numa poça d’água



Speculation


Puzzled, I

contemplate

the sky

in a puddle


A AUTORA


Patricia Lavalle é poeta, ensaísta e tradutora. Estreou em poesia com Bye bye Babel (7Letras, 2018, primeira menção, Prêmio Cidade de Belo Horizonte de 2016) e organizou com Paulo Henriques Britto O Nervo do poema. Antologia para Orides Fontela (Relicário, 2018), da qual também participou com textos inéditos. Publicou poemas em diversas revistas, entre as quais a francesa Po&sie, a Cult, o jornal literário Rascunho, e na coleção Megamíni, da editora 7Letras. Faz a curadoria da série Arcas de Babel, publicada pela revista Cult, na qual poetas apresentam seus trabalhos de tradução de poesia. É professora adjunta do Departamento de Letras da PUC-RJ e doutora em filosofia pela EHESS de Paris, onde também foi professora convidada. Publicou ensaios na França e no Brasil, entre os quais sua tese de doutorado: Religion et histoire. Sur le concept d’expérience chez Walter Benjamin (Cerf, 2008).


O TRADUTOR


Paulo Henriques Britto nasceu no Rio de Janeiro. É tradutor, escritor, poeta. Seus livros tiveram premiações importantes como Brasil Telecom e Biblioteca Nacional.



18 views0 comments

STAY CONNECTED

  • Facebook Clean